Jornal O Diário

Quinta-Feira, 2 de Outubro de 2014

Última atualização:06:41:29 AM GMT

Você está no canal: POLÍCIA

POLÍCIA

Rota mata assaltantes na Vila Lavínia



Em uma ação rápida, policiais da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) mataram, em troca de tiros, segundo a versão oficial, dois assaltantes, às 21h15 de terça-feira (23), em uma casa localizada na Rua Professor Paulo Ferrari Massaro, na Vila Lavínia. Eles mantiveram como refém a família Itonaga. No final da tarde de ontem, os corpos dos bandidos ainda não tinham sido reconhecidos no Posto do Instituto Médico Legal de Mogi.

Um dos marginais foi identificado como Willian dos Santos Alves, de 28 anos. Ele residia na Vila Brasileira e tinha vasta folha de antecedentes criminais por roubos e tráfico. O comparsa dele, também executado, é Weslei de Oliveira Francisco, de 22 anos, o qual morava na Rua Dois, na Vila Municipal. A Polícia Civil vai apurar a participação da dupla em outros assaltos.

Equipes da Rota faziam policiamento por Mogi quando foram informadas sobre o assalto. Na residência, a dupla mantinha como reféns João Toshimitsu Itonaga, de 52 anos, o filho dele, Thiago, de 30 anos, a esposa Janete, de 51 anos, e a sogra Suyako Kassa Imanishi, de 73 anos, além do amigo Reginaldo  Boccafusco do Nascimento, de 45 anos, e o filho dele, Lucas, de 17 anos. Foi Reginaldo quem acenou para os pms na frente e permitiu o acesso por um corredor lateral. 

O confronto, conforme a Polícia Militar relatou no 2º Distrito Policial, em Braz Cubas, onde o delegado Fabrício Intelizano registrou a ocorrência como roubo e morte em decorrência de interveção policial, teve a participação dos policiais militares Ulysses Siqueira Nunes, de 45 anos (cabo), e de Willian Roberto Pereira, de 31 anos (sargento). As duas pistolas ponto 40 e a submetralhadora, também da PM, usada pelo sargento Francisco Cleber de Oliveira, ficaram apreendidas e serão examinadas pela Polícia Científica.

Os dois bandidos estariam portando dois revólveres, de calibres 38, com as respectivas numeração suprimidas.

O delegado Fabrício Intelizano esclareceu junto às vítimas que um dos marginais saiu do quarto já atirando. Uma das balas atingiu o escudo usado por um dos policiais militares. O cabo Ulisses reagiu e matou o primeiro criminoso.

Os sargentos Willian e Cleber viram o segundo assaltante em outro quarto e diante da reção dele o atingiram com tiros.  A equipe ainda acionou o Samu. (Laércio Ribeiro)

Blitz flagra motoristas alcoolizados



O Programa Direção Segura - ação coordenada pelo Departamento de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) para a prevenção e redução de acidentes e mortes no trânsito causados pelo consumo de álcool combinado com direção - flagrou 10 pessoas conduzindo veículos sob efeito de álcool em Mogi das Cruzes.

As operações aconteceram entre a noite de anteontem e a madrugada de ontem em dois pontos: na Avenida Francisco Rodrigues Filho, em frente à casa noturna Rancho Vacaloca, e na Avenida Carlos Barattino, nas proximidades da Faculdade de Tecnologia (Fatec). No total, 167 testes do etilômetro (conhecidos por bafômetro) foram aplicados.

Os 10 condutores autuados por embriaguez ao volante terão de pagar multa no valor de R$ 1.915,40 e vão responder administrativamente junto ao Detran.SP para a suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Três dos motoristas flagrados, além de receberem essas penalidades, responderão na Justiça por crime de trânsito. Eles apresentaram índice a partir de 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido no teste do etilômetro. Se condenados, esses condutores podem cumprir de seis meses a três anos de prisão, conforme prevê a nova Lei Seca, também conhecida como “Tolerância Zero”.


Ação Integrada

Lançado no Carnaval de 2013, o Programa Direção Segura integra equipes do Detran.SP, das Polícias Militar, Civil e Técnico-Científica, e do Corpo de Bombeiros. O objetivo é reduzir o número de acidentes e mortes no trânsito, conscientizando a sociedade sobre os perigos da combinação entre álcool e direção.

Desde o lançamento, segundo a assessoria do Detran.SP, houve a aplicação de 21.423 testes de etilômetro no Estado. Ao todo, 2.163  pessoas foram autuadas por embriaguez ao volante. Dessas, 381 cometeram crime de trânsito.

Pela nova Lei Seca (12.760/2012), todos os motoristas flagrados em fiscalizações têm direito a ampla defesa, até que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) seja efetivamente suspensa. Se o condutor voltar a cometer a mesma infração durante o processo administrativo, o valor da multa será dobrado.


Suspensões

Em Mogi das Cruzes, 3.381 motoristas foram notificados por terem atingido os 20 pontos suficientes para dar início a um processo de suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), entre janeiro e setembro do ano passado, ou por terem cometido uma das infrações automaticamente suspensivas durante o mesmo período, segundo dados divulgados nesse ano pelo Detran. O número é 7,3% maior do que o registrado durante o mesmo período de 2012, com 3.150 ocorrências.

Página 1 de 228